Ana Maria Braga lamenta a morte de Tom Veiga: 'Perdi meu parceiro de todo dia'
"O momento agora é de oração", pediu Ana em uma postagem no Instagram.

A apresentadora Ana Maria Braga falou pela primeira vez sobre a morte de Tom Veiga, interprete de Louro José, desde 1997. No Instagram, ela fez um post lamentando o falecimento do colega de programa, encontrado morto em casa, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

"Perdi meu parceiro de todo dia, meu amigo, meu filho. O Tom era um menino de sorriso solto, sempre alegre, com um humor único e talentoso demais. A fragilidade da vida nos pegou mais uma vez de surpresa e me deixou completamente sem chão", escreveu Ana.

"O momento agora é de oração", pede Ana.

Ao lado de Ana, Tom já trabalhou como assistente de estúdio programa Note e Anote, na RecordTV.

Em uma entrevista para o projeto Memória Globo, Ana falou sobre a criação de Louro: "Precisava ser um bicho que falasse, que interagisse comigo, mas não podia ser cachorro, porque cachorro não fala, passarinho não fala. E, por eliminação, decidimos pelo papagaio. Eu tenho um em casa chamado Louro José. Ele fala e assobia o hino nacional. E eu disse: "Vamos pôr o Louro". Fiz um primeiro rascunho do desenho e pedi para uma pessoa que desenvolvia bonecos fazê-lo. Ele nasceu todo mambembe. Depois a gente foi ajeitando, mudando a espuma, até que ele virou global – aí ficou um astro, lindo. É um filho mesmo".

Tom definiu Louro: "O Louro José é encrenqueiro, rabugento, chavequeiro, galanteador, mas é muito divertido, inteligente. Às vezes, quando eu revejo um programa, eu me pego dando risada. Eu dou risada com o Louro. O legal na personalidade dele é que cresceu, mas continua uma grande criança".

"Eu não consigo imaginar o meu caminho sem o Louro, ele me levou para um caminho totalmente oposto daquele que eu imagina. Tudo que eu sou, o que eu tenho hoje, eu devo à Ana e ao Louro José", disse Tom.

Confira a publicação:

SUA REAÇÃO!


Você também pode gostar

Facebook Conversations