Após invadirem site do PSOL Rio, hackers comemoram o feito: 'Sente a fama'
Após ataque, site continua inacessível.

No final da tarde desta quarta-feira, 22, o site do PSOL Rio foi invadido por hackers. Quem acessava a página, encontrava a seguinte mensagem: "Tem que se fuder e acabo! Talkei?", acima da foto oficial do presidente Jair Bolsonaro, do PSL. Quem acessa o site do PSB de Goiás é redirecionado para uma página com a mesma mensagem.

Minutos depois, foi alterado o texto exibido, para: "Seu site foi ocupado pacificamente pela Pryzraky, tanto que nenhum dado foi deletado, somos apenas vitimas dessa sociedade opressora e não sabemos o que fazemos". O grupo que fez o ataque é composto por seis pessoas. Inclusive, os nicknames de cada um estavam visíveis na página. 

Em um grupo de conversa público no aplicativo Discord, os hackers comemoraram o feito: "Sente a fama ", escreveu um dos hackers. Outro, debochou de uma possível investigação da Polícia: "Esperando me achar, sentado na poltrona da sala lindo e pleno". 

"Pra apagar meus rastros, apaguei tudo, mas ta derrubado la", disse o 'f1r3bl00d' sobre o ataque ao site do PSOL. O grupo ainda invadiu o site da PUC de Goiás e ainda divulgou o IP, número de telefone e endereço da pessoa que colocou o site no ar novamente. Recentemente, um dos integrantes do grupo fez um ataque aos servidores do Pentágono e da Interpol, e expôs isso no Twitter, sem nenhum medo.

Em nota, o PSOL disse que o "incidente demonstra que ainda convivemos em nosso país com grupos organizados que têm pouco ou nenhum apreço por valores democráticos".

(Imagem: Reprodução/Internet)

QUAL A SUA REAÇÃO?

Facebook Conversas