Casa Civil desmente o Delegado Waldir, do PSL, sobre recuo nos cortes na Educação
Segundo Waldir, Bolsonaro determinou a suspensão dos cortes de verba.

O site UOL divulgou na noite desta terça-feira, 14, a informação de que o presidente Jair Bolsonaro suspendeu os cortes no Ministério da Educação. Informação esta, dada pelo líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (PSL-GO).

"O presidente Jair Bolsonaro ligou para o ministro Abraham Weintraub na nossa frente e pediu para rever (os cortes). O ministro tentou contra-argumentar, mas não tem conversa", disse Waldir ao UOL.

Só que minutos depois da notícia ter sido publicada, a jornalista Daniela Lopes, da Folha de São Paulo, informou que a Casa Civil desmentiu a fala de Waldir, ou seja, os cortes continuam. O Palácio do Planalto também negou a informação passada pelo líder do PSL.

Joice Hasselmann, deputada federal do PSL-SP, escreveu no Twitter: "Atenção! O ministro da Educação, com quem estou agora, garante que o contingenciamento nas Universidades permanece. Informação confirmada pela Casa Civil e pelo nosso ministro Paulo Guedes. O Governo Jair Bolsonaro sabe o que faz. O resto é boato barato".

Nesta quarta, 15, acontecerá em todo o país, diversas manifestações contra os cortes. Inclusive no mesmo dia, o ministro da Educação, terá que ir à Câmara dos Deputados, explicar os cortes no orçamento dos institutos federais e universidades públicas. A convocação de Abraham veio após um requerimento, que teve 307 votos favoráveis e 82 contrários.

(Imagem: Reprodução/Marcos Corrêa)

QUAL A SUA REAÇÃO?

Facebook Conversas