Girl Power! Relembre as mulheres que venceram o Big Brother Brasil
Publicidade - OTZAds
Ao todo, 11 edições do programa foram conquistadas por mulheres; relembre todas as vencedoras e algumas curiosidades

 

Nesta terça-feira (8/03), se celebra o Dia Internacional da Mulher. Entrando no clima, vamos relembrar quem são as mulheres campeãs que marcaram a história do Big Brother Brasil. No ar desde 2002, o programa já coleciona algumas vencedoras.

A primeira mulher a vencer um BBB surgiu depois de 4 anos. E o fato curioso é que nenhum homem vence o reality da TV Globo  desde 2015, quando César Lima foi o campeão. De lá para cá, apenas as mulheres saíram milionárias da casa mais vigiada do Brasil. Relembre todas as vencedoras:

As primeiras a gente nunca esquece

A primeira mulher a romper a barreira e vencer o Big Brother Brasil foi Cida Santos. Na edição 4, a babá, que tinha apenas 18 anos, conquistou o público com seu jeito simples e bem sereno. Não gerou grandes confusões, mas ganhou espaço no jogo e disputou a final ao lado de seu amigo mais próximo no jogo, Thiago Lira.

Cida, campeã do BBB 4 (Reprodução/TV Globo)

Já no BBB 6, foi a vez de Mara enriquecer graças ao desejo do público. Em uma edição pouquíssimo movimentada, tivemos pela primeira vez uma final com duas mulheres. Além de Mara Viana, Mariana Felício chegou ao último dia de programa.

Mara Viana e Mari Felício, finalistas do BBB 6 (Reprodução/TV Globo)

5 edições de jejum e três novas vencedoras

Depois de Mara Viana, o BBB entrou no modo ‘patriarcal’, sendo vencido por homens nos 5 anos seguintes. Respectivamente Diego Alemão, Rafinha, Max Porto e Marcelo Dourado. Em 2011, Maria Melilo quebrou o ciclo.

Em uma temporada movimentada, Maria protagonizou um triângulo amoroso com Maurício, o Mau mau, e Wesley, que lhe acompanhou até a final.

Maria, campeã do BBB 11 (Reprodução/TV Globo)

Já na edição 13, Fernanda Keulla precisou enfrentar a força de ex-participantes do programa, como Anamara, Natália Casassola e Fani Pacheco. No fim, a advogada superou as veteranas e foi para o final com o casal Nasser e Andressa Ganacin, sendo escolhida a campeã com mais de 60% dos votos.

Fernanda Keulla, campeã do BBB 13 (Reprodução/TV Globo)

Graças a Vanessa Mesquita, campeã do BBB 14, tivemos duas mulheres vencendo o programa de maneira consecutiva pela primeira vez. A veterinária foi a campeã em uma final histórica, sendo a primeira formada só por mulheres: Ela, Clara Aguilar (com quem teve um romance no programa) e Ângela.

Para a felicidade em dobro de Vanessa, a final foi no dia de seu aniversário, 1 de abril. Bial, apresentador do BBB na época, anunciou a vencedora cantando 'Parabéns pra você'.

Vanessa Mesquita, vencedora do Big Brother Brasil 14 (Reprodução/TV Globo)

A dinastia feminina no Big Brother Brasil

A partir de 2016, o que vimos foi uma hegemonia feminina. As mulheres foram campeãs de todas as edições de lá para cá e foram maioria absoluta em finais. Começando por Munik Nunes, campeã do BBB 16 em uma final disputada com Paula.

Munik Nunes foi a grande vencedora do BBB 16 (Reprodução/TV Globo)

No BBB 17, Emilly Araújo foi protagonista de várias polêmicas na edição, como a relação extremamente abusiva entre ela e Marcos Harter, que proporcionou até a expulsão do cirurgião, que a agrediu verbal e psicologicamente.

Ela foi a campeã em uma final que ainda tinha Ieda e Vivian Amorim, hoje apresentadora da TV Globo. Emilly entrou para o programa junto com a irmã gêmea, Mayla, em uma dinâmica diferente proposta pelo programa. Esta foi a primeira edição apresentada por Tiago Leifert.

Emilly Araújo, campeã do BBB 17 (Divulgação/TV Globo)

Em 2018, foi a vez de Gleici Damasceno abocanhar o prêmio de 1,5 milhão de reais. A acreana, que tinha 23 anos na época, enfrentou perseguição de muitos participantes, foi escolhida pelo público para um paredão falso e formou uma aliança intensa com Ana Clara e Airton, a família Lima, outra novidade proposta pela direção.

Gleici Damasceno, campeã do BBB 18 (Reprodução/TV Globo)

BBB 19, tido como o pior de todos os tempos para muitos, foi vencido por Paula Von Sperling. A mineira de falas polêmicas e potencialmente racistas venceu a decisão que ainda tinha Carol Peixinho e Alan Possamai. Sua melhor amiga no jogo, Harianny Almeida, já estava classificada para a final quando foi expulsa por agressão. A goiana empurrou Paula durante uma festa.

Paula Von Sperling, campeã do BBB 19 (Reprodução/TV Globo)

O Big Brother Brasil 20 revolucionou ao trazer famosos para dentro do jogo. E no meio de mulheres como Bianca Andrade, Manu Gavassi, Mari Gonzales e Rafa Kalimann, todas com milhões de seguidores, coube a médica Thelma Assis se sagrar a grande vencedora da edição que ficou conhecida como a edição do ‘Girl Power’, onde apenas um homem (Babu Santana), sobreviveu no Top 10 da temporada.

Thelma Assis, vencedora da edição 20 do Big Brother Brasil (Reprodução/TV Globo)

Fechando a lista, temos Juliette Freire, campeã do BBB 21 e um dos maiores ícones da história do programa. Com uma participação avassaladora, a paraibana saiu do programa uma estrela, com milhões de seguidores e uma popularidade impressionante. A agora cantora Juliette superou rejeições e o péssimo desempenho em provas até chegar a grande decisão, ao lado de Camilla de Lucas e Fiuk.

Julieette Freire, campeã da última edição do BBB (Reprodução/TV Globo) 

Fonte: João Mello - Portal Uai

 

Publicidade - OTZAds
Publicidade - OTZAds

QUAL A SUA REAÇÃO?


Você pode gostar:

Conversas no Facebook