menu
Império: Cora morre desesperada ao descobrir que não teve noite de amor com Zé Alfredo
Império: Cora morre desesperada ao descobrir que não teve noite de amor com Zé Alfredo
Antes de morrer, megera vai delirar, e acabará acreditando que o Comendador foi até seu quarto no hospital para os dois terem um relação.

Nos próximos capítulos da novela das 9, 'Império', Cora (Marjorie Estiano) encerrará sua passagem pela trama de Aguinaldo Silva sem conseguir realizar o seu maior desejo: ter uma noite de amor com o Comendador (Alexandre Nero). A vilã vai morrer depois de descobrir que a noite de amor que ela teve com o "homem de preto" no hospital foi apenas um delírio.

+ Império: Comendador exige teste de DNA dos filhos: 'Será que um deles não é do Silviano?'

Cora vai morrer justamente insistindo para uma enfermeira que Zé entrou no quarto e ele transou com ela. "Meu cunhado esteve aqui. Deitou comigo e me amou! Cumpriu com o destino dele. Me fez mulher", diz a vilã, enfraquecida. A enfermeira fica surpresa e nega: "Mas eu estava no meu posto, no fim do corredor, e sei que aqui não entrou ninguém".

A tia de Cristina (Leandra Leal) vai começar a insistir na versão dela e irá ficar alterada. Nervosa, os batimentos cardíacos de Cora começam a ficar acelerados. Rapidamente a enfermeira chama o médico de plantão para tentar salvar a vida da mulher, mas não consegue.

Depois que Cora morre, Zé Alfredo aparece num carro com Josué (Roberto Birindelli) dizendo que pretende visitar a megera no hospital "pra ver se pode ajudar no que for necessário". É aí que os telespectadores enterão que o tudo não passou de um delírio de Cora.

Cora e 'Zé' no quarto do hospital:

Cora e 'Zé' no quarto do hospital: (Imagem: TV Globo)

- Confira as últimas postagens do Portal Atualizei sobre a novela 'Império'

Na cena do delírio de Cora, Zé aperece no quarto dela de surpresa. "Você veio me ver", diz ela com um sorriso no rosto. O Comendador senta ao lado da vilã e avisa que vai "saciar o desejo" dela.

Cora delira: "Foi pra isso que eu vivi, Pra me entregar a você, pra ser sua... Sonhei todas as noites da minha vida que você chegava, assim mesmo, no escuro e aí deitava do meu lado, me tomava nos seus braços".

O Comendador segue a história: "Deitavada do teu lado, deitadava em seus braços, tirava sua virgindade, que você guardou pra mim, com tanto zelo. A mulher que esperou uma vida inteira pra esse sonho se realizar... Vai se realizar agora". Cora diz supresa: "Jura?". Ele responde: "É pra isso que eu tô aqui".

Logo, Zé tira os fios no corpo de Cora e começa a beijar o corpo dela. Ele pede: "Não fala nada, esquece tudo o que aconteceu. Fica comigo" e os dois começam a se agarrar fortemente.

Cora morre após 'noite de amor' com Zé Alfredo:


SUA REAÇÃO?

Conversas no Facebook