Júlio Cocielo perde parcerias com grandes marcas após comentários racistas na web
Ele apagou mais de 50 mil tweets em meio a polêmica.

No último final de semana, o youtuber Júlio Cocielo se envolveu em uma polêmica durante o jogo da Argentina e a França pela Copa do Mundo na Rússia. Ele publicou um tweet onde fazia um comentário racista sobre o jogador Kylian Mbappé, da seleção francesa: "Mbappé conseguiria fazer uns arrastão top na praia hein".

A postagem não agradou nenhum um pouco os internautas, que foram em busca de tweets antigos do jovem. Tuítes como: "Não comi nada hoje, me sinto um africano", "Os africanos passando fome com aids e ainda jogam mais que o galo" e "África, o país mais feio do mundo", repercutiram nas redes sociais.

Depois disso, marcas como o Submarino, Itaú Unibanco, Adidas, McDonald's e Coca-Cola confirmaram que não farão mais campanhas publicitárias com o youtuber de 25 anos.

O Submarino disse que "repudia veementemente qualquer manifestação racista", a Coca-Cola informou que "não tem planos para futuras parcerias", a Adidas disse que "decidiu suspender a parceria com o youtuber", o Itaú comunicou que Júlio "não faz mais parte"  das campanhas da empresa e o McDonald's avisou que "não tem nenhuma relação comercial" com Cocielo.

(Imagem: Reprodução/Youtube)

QUAL A SUA REAÇÃO?

Facebook Conversas