Justiça determina: Especial do Porta dos Fundos deve ser retirado da Netfix
Decisão foi feita pela Justiça do Rio de Janeiro.

Por meio de uma decisão liminar, que é provisória, o desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, determinou nesta quarta, 8, que o Porta dos Fundos e a Netflix retire do ar, o especial de Natal, 'A Primeira Tentação de Cristo', que causou muita polêmica nas últimas semanas.

O pedido, foi feito pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. Inclusive, em primeira instância, o pedido havia sido negado. "Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do Agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida", diz o magistrado.

A produção não agradou muitos católicos e evangélicos. Gregorio Duvivier, interpreta Jesus Cristo, que prestes a completar 30 anos de idade, é surpreendido por uma festa de aniversário quando voltava do deserto, acompanhado pelo namorado, Orlando, vivido por Fábio Porchat.

A sede do Porta dos Fundos na Zona Sul do Rio, virou até alvo de um ataque, na véspera de Natal. Dois coquetéis molotov foram jogados contra a fachada do imóvel, que sofreu danos materiais, na recepção e no quintal. Graças a um funcionário, o fogo foi controlado.

O youtuber Felipe Neto, se manifestou sobre a decisão da Justiça: "É o primeiro caso de censura que atinge um projeto gigantesco. Isso vai repercutir no mundo inteiro. A liberdade da cultura no Brasil acabou. O precedente que isso abre é imenso. A esperança é um desembargador revogar ou o STF anular essa decisão estúpida".

Em entrevista para a coluna de Bernardo Mello Franco no Jornal O Globo, o ministro Marco Aurélio, admitiu que a decisão caracteriza uma censura. "É uma barbaridade. Os ares democráticos não admitem a censura", diz.

Trailer:

Decisão foi feita pela Justiça do Rio de Janeiro.(Imagem: Divulgação)

QUAL A SUA REAÇÃO?

Facebook Conversations