'Matar ou morrer virou algo banal no Rio de Janeiro', dispara Anitta após morte de dançarino
Rodrigo tinha 28 anos e morava na comunidade do Vidigal, no Rio de Janeiro.

Após ficar sabendo da morte de Rodrigo Motta, Anitta se pronunciou em seu perfil no Twitter sobre o fato. O dançarino morreu aos 28 anos de idade nesta segunda, 9. Ele foi encontrado sem vida na comunidade onde morava e trabalhava no Rio de Janeiro, o Vidigal.

"Meus sentimentos à família e amigos do Rodrigo Motta que participou do meu clipe de Vai Malandra. Recebi essa notícia pela internet e fiquei estarrecida. Matar ou morrer virou algo banal no Rio de Janeiro. Isso tem que acabar", disse Anitta.

Rodrigo aparece no clipe da música 'Vai Malandra', sucesso de Anitta gravado em 2017. Ele passa óleo no corpo da artista e no de outras mulheres em uma laje, com todas usando biquínis de fita isolante.

Na época, Rodrigo fez bastante sucesso nas redes sociais. Em entrevista ao Jornal O Globo, ele falou: "Não estou me achando, não! Mas as pessoas já tiravam foto comigo antes do clipe. Sou abordado direto aqui no meu trabalho".

A coluna de Fábia Oliveira, no Jornal O Dia, informa que o corpo de Rodrigo foi encontrado com dois tiros na perna direita e com sinais de espancamento. Ele ainda foi levado para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, pelos familiares, mas já estava morto.

Em conversa com um morador da comunidade do Vidigal, o Jornal Extra revelou que Rodrigo tinha se envolvido em uma briga semana passada e que teria morrido por causa de uma revanche.

Ele tinha mais de 33 mil seguidores no Instagram e além de ser dançarino e modelo, era bartender.

Relembre:

SUA REAÇÃO!


Você também pode gostar

Facebook Conversations