Ministério Público pede abertura de inquérito policial para apurar denúncias contra Felipe Prior, do BBB20
Assessoria do ex-brother negou as acusações. Prior deixou o programa no décimo paredão, com 56,73% dos votos.

A coluna de Patrícia Kogut divulgou a informação de que o Ministério Público de São Paulo, pediu a abertura de um inquérito policial para apurar as denúncias de estrupo e de tentativa de estrupo que Felipe Prior, eliminado recentemente no BBB20, vem sendo acusado.

Em nota, a assessoria do órgão disse: "O MPSP requisitou instauração de inquérito policial para apuração dos fatos. O caso está sob sigilo".

No final da manhã desta sexta-feira, 3, a revista Marie Claire, publicou três relatos de mulheres que declararam terem sido de vítima de estrupo e de tentativa de estrupo, durante festas universitárias em São Paulo, nos anos de 2014, 2016 e 2018.

As advogadas delas, Maira Pinheiro e Juliana de Almeida Valente, colocaram os depoimentos das vítimas em um notitia criminis, no Departamento de Inquéritos do Fórum Central Criminal, no dia 17 de março deste ano.

+ Bomba! Prior é acusado de ter cometido dois estupros e uma tentativa de estrupo, diz revista; assessoria do ex-brother nega

Em um outra matéria da Marie Claire, a revista publicou que a juíza Patrícia Álvares Cruz, do Foro Criminal da Barra Funda, em São Paulo, negou ontem, 2 de abril, o pedido de medida protetiva que proibiria Prior de manter contato com as mulheres que acusam ele dos dos estupros e da tentativa.

Na decisão, a juíza disse: "Em primeiro lugar, trata-se de três estupros, sem qualquer conexão, supostamente ocorridos em anos diversos, dois deles em comarcas diferentes, quais sejam Biriba Mirim e Itapetininga. Evidente, pois, que falta a este juízo competência para apreciar os pedidos. […] Por fim, não vislumbro motivo para o deferimento da medida cautelar pretendida. Os fatos ocorreram há anos e as mensagens juntadas mencionam apenas anúncios de futuras medidas judiciais, sem qualquer sugestão ameaçadora".

As advogadas ainda podem recorrer da decisão e a juíza, na ocasião, recomendou que o MP fizesse a requisição de uma investigação para apurar as denúncias.

- Siga o Portal Atualizei no Facebook ou no Youtube.

(Imagem: Reprodução/TV Globo)

SUA REAÇÃO!


Você também pode gostar

Facebook Conversations