O que acontece com um participante expulso do BBB? Entenda as consequências que Maria poderá sofrer
Publicidade - OTZAds
Cláusulas contratuais falam em devolução de prêmios conquistados e até multa em valor próximo ao do prêmio máximo do programa

Maria deu adeus ao Big Brother Brasil 22 nesta terça-feira (15/02), após a TV Globo constatar que houve, sim, agressão por parte da sister contra Natália durante o jogo da discórdia de segunda-feira (14/02).

Agora, a sister enfrenta as consequências de sua expulsão. De acordo com Fefito, colunista do UOL, existem algumas normas previstas em contrato para os participantes expulsos e desclassificados do BBB.

De acordo com o colunista, o contrato estabelece que os desclassificados “não farão jus a qualquer remuneração, prêmio ou indenização pela Globo, ficando obrigados a ressarcimento de perdas e danos a que darem causa”. Ou seja: Maria, caso tenha vencido provas e ganhado prêmios durante sua passagem pelo BBB, poderá perdê-los.

O vínculo, que tem validade de três meses, tempo em que o programa fica no ar, pode ser rescindido de forma imediata, também.

Fefito ainda alerta para algo curioso: ao longo das 14 páginas que o contrato do Big Brother Brasil com os participantes possui, a palavra agressão é dita apenas uma vez. A cláusula que aborda exatamente a infração cometida por Maria diz: “É proibido ao participante praticar agressão física, por mais leve que seja, a qualquer outro participante ou aos membros da equipe da TV Globo”.

Há ainda uma possibilidade de penalidade muito mais severa: em caso de descumprimento de alguns dos itens contratuais, o participante arcaria com uma multa no valor do prêmio máximo do BBB: 1,5 milhão de reais.

Relembre o momento em que Maria agride Natália com um balde, durante o jogo da discórdia, na últim segunda-feira (14/02):

 

Publicidade - OTZAds
Publicidade - OTZAds

QUAL A SUA REAÇÃO?


Você pode gostar:

Conversas no Facebook