Youtube vai deduzir tributos dos pagamentos de criadores de conteúdo fora dos EUA
Usuários terão que informar fiscais ao Adsense, e podem perder até 24% dos ganhos se não enviá-las.

Em e-mail enviado para os criadores de conteúdo, o Youtube anunciou que precisará deduzir tributos dos pagamentos de criadores de conteúdo fora dos Estados Unidos para cumprir as leis do país. Essa dedução começará a ser feita em junho.

Os usuário terão que entrar no Adsense e informarem informações fiscais, preenchendo formulários. Quem não fizer isso até o dia 31 de maio, o Google vai descontar até 24% dos ganhos do criador no mundo todo. Segundo a empresa, o fornecimento dessas informações determina se "haverá alguma retenção tributária no seu canal e qual será o valor dela".

"Se você enviar as informações fiscais, os tributos em questão poderão ser aplicados apenas aos seus ganhos mensais do Google AdSense originados nos EUA. Isso inclui a receita gerada com visualizações de anúncios, YouTube Premium, Super Chat, Super Stickers e Clubes dos canais", explica o Google.

No e-mail, também foi explicado o que os criadores devem fazer: "Nas próximas semanas, você receberá um e-mail para enviar suas informações fiscais no Google AdSense. A ferramenta tributária on-line desse produto tem seis etapas e inclui uma série de perguntas que guiarão você durante o processo para determinar se haverá dedução de tributos dos EUA no seu canal".

O Google explica o motivo disto está acontecendo: "De acordo com o Capítulo 3 do Código da Receita Federal dos EUA, o Google precisa coletar as informações fiscais de todos os criadores de conteúdo que geram receita fora do país. Além disso, também precisamos deduzir tributos nos casos em que um canal ganha dinheiro com espectadores nos EUA".

"Para criadores de conteúdo fora dos EUA, em breve faremos mudanças nos Termos de Serviço da plataforma para especificar que os lucros no YouTube serão considerados royalties de acordo com os códigos fiscais do país. Isso poderá afetar a forma como os tributos são aplicados sobre seus ganhos. O Google precisa deduzir esses impostos para cumprir a lei dos EUA", avisa o Google.

Segundo o Google, essa mudança não afeta o criadores de conteúdo dos EUA, já que eles inseriram as informações fiscais dos EUA no Google AdSense quando entraram no Programa de parcerias do YouTube.

Entenda mais sobre o caso:

(Imagem: Getty Images)

QUAL A SUA REAÇÃO?

0
LOLLOL
0
EW!EW!

Você também pode gostar

Facebook Conversations