Entrevistamos o maratonista palestino que viralizou no Brasil após ter seu perfil confundido
Twitter dele foi confundindo com o de um perfil oficial da Palestina.

O perfil do maratonista Mohammad Alqadi, no Twitter, acabou viralizando nesta sexta-feira, 3 de janeiro, após ter sido confundido com o do governo da Palestina. Os brasileiros acabaram mostrando o carinho que tem pelo país e os palestinos fizeram o mesmo.

A @Paradise_Wicked escreveu: "Brasil ama a Palestina. Sem bombas, sem guerras, apenas amor". Alqadia respondeu dizendo: "Da Palestina não há guerras. A Palestina ama o Brasil. Mas alguém pare o Trump e o Netanyahu. Eles querem fazer uma nova guerra contra todos nós".

Bastou isso e o perfil do maratonista viralizou e até foi subida a hashtag #BrazilLovePalestine, assim como a #PalestineLoveBrazil, que foram as mais citadas do dia no Twitter.

Entramos em contado com Alqadi e ele conversou conosco, sobre toda a repercussão que sua resposta gerou.

O que você acha de ter se tornado o novo queridinho dos brasileiros?

"Estou feliz ter virado amigo do povo brasileiro. Eu sempre tento mostrar a realidade sobre o meu povo. Nós amamos o povo brasileiro. E nessa conversa eu quero avisar a comunidade brasileira que nós os amamos."

Você imaginou que sua resposta ao seguidor que disse "Brasil ama a Palestina" teria tanta repercussão?

"Eu não imaginava isso, mas sempre palavras simples quebram o gelo e unem as pessoas. Admiramos o povo brasileiro e os amamos. E estamos sempre apoiando a seleção brasileira. Eu queria que os brasileiros soubessem que nós palestinos os amamos e somos amigos."

O que você já ouviu do falar do Brasil antes? Você conhecia os brasileiros, a cultura do Brasil?

"Sim, meu melhor amigo é do Brasil. Eu o conheci na França."

O que você tirar da conclusão de todo o barulho positivo que resposta fez?

"Espero que a comunidade brasileira entenda que nós os amamos e fiquei muito feliz pelo apoio das pessoas que tuítam do Brasil, contando que amam a Palestina. Agora eu fiz um monte de amigos. Eu não posso mudar todas as pessoas, mas pelo menos eu mudei algumas e corrigi essa imagem (negativa). Eu entendo que o Brasil odeia palestino por causa da mídia que compartilham mentiras sobre a Palestina. Agora eles me vêem e falam comigo."

Você acha que esse atrito entre os Estados Unidos e o Irã poderia criar uma guerra?

"Não penso em guerra. Ninguém está interessado nisso. Eu acho que o Irã vai responder o ataque no momento certo, e os Estados Unidos não vai fazer nada, porque ninguém está pronto para uma guerra agora. Não gosto de guerra. Espero que tenhamos paz. Espero que Israel pare de matar palestinos e precisamos do apoio do povo brasileiro. Devemos estar com a humanidade em todos os lugares, não apenas na Palestina. Um dia eu vou correr no Rio e eu vou segurar duas bandeiras."

Ele encerra com: "Queria agradecer a todas as pessoas que nos apoiam e apoiam o meu país. Eu não acho que a 3ª guerra virá. Ninguém está pronto".

(Imagem: Instagram)

QUAL A SUA REAÇÃO?

Facebook Conversations