Internauta brasileira avisa que o Brasil ama a Palestina e confunde o perfil oficial do país com o de um maratonista
Até uma hashtag foi criada e foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter.

A hashtag #BrazilLovePalestine foi uma das mais citadas nesta sexta-feria, 3 de janeiro. Isso porque uma brasileira avisou para um perfil, que o Brasil amava a Palestina e não queria guerra com o país, depois que Donald Trump autorizou uma ação no Irã, que acabou matando o general Qasem Soleimani.

O problema é que a internauta marcou o perfil de Mohammad Alqadi, um maratonista palestino, ao invés do perfil oficial do país. A @Paradise_Wicked escreveu: "Brasil ama a Palestina. Sem bombas, sem guerras, apenas amor". O tal tuíte já alcançou quase 7 mil curtidas.

Bastou isso, Mohammad respondeu: "Da Palestina não há guerras. A Palestina ama o Brasil. Mas alguém pare o Trump e o Netanyahu. Eles querem fazer uma nova guerra contra todos nós".

Rapidamente, o perfil do corredor viralizou e até foi subida a hashtag #BrazilLovePalestine, que tem mais de 21 mil tuítes. Em meio a toda repercussão, Mahammad comemorou: "Agora tenho novos fãs no Brasil e estou muito feliz com isso. Obrigado por compartilhar paz e amor".

beca. no Twitter:

Ster Souza no Twitter:

https://twitter.com/Sterr515/status/1213205420782673920

k-pobre no Twitter:

Bia no Twitter:

QUAL A SUA REAÇÃO?

Facebook Conversations