BBB: 'Vamos apurar tudo': delegada confirma que Pyong está sendo investigado pela Polícia Civil
Brother foi acusado de assediar Flayslane e Marcela.

Depois de Petrix Barbosa, mais um participante do BBB20 está sendo investigado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Quem está na mira de uma investigação é Pyong Lee, que recentemente foi acusado de assediar Flayslane e Marcela, durante a festa Guerra e Paz. A informação foi confirmada ao site UOL.

A assessoria da Polícia Civil, justificou a instauração do inquérito: "De acordo com informações da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, foi realizado um registro para apurar os fatos veiculados na mídia".

A investigação está nas mãos da delegada Catarina Noble, titular da Deam de Jacarepaguá. Em entrevista para o jornal carioca Extra, ela falou: 

"Nós tomamos conhecimento por meio das redes sociais e da TV de que o Pyong teria tido atitudes durante a última festa que aconteceu dentro do reality que podem ser consideradas como assédio sexual. Não estou afirmando que isso aconteceu, mas vamos apurar tudo. Esse tipo de comportamento de alisar as moças sem o consentimento delas deve ser combatido dentro e fora do programa."

Ao que tudo indica, não será preciso os envolvidos no caso deixarem o programa para prestarem seus depoimentos: "Nós entendemos que essa espera para ouvir tanto o Pyong como as moças envolvidas não afetará a investigação. Imagino que no prazo de três meses, que é o tempo de terminar o programa, todos sejam ouvidos e a investigação seja concluída".

Por meio de uma nota, a assessoria de Pyong falou sobre o assunto: "A princípio estamos tranquilos com a situação pelo fato de que os envolvidos na suposta situação mantiveram o clima não só de amizade, mas de parceria. Eles foram chamados ao confessionário e expuseram o ponto de vista, não concordando com as alegações das redes sociais. Estamos fazendo o monitoramento do impacto disso para a imagem do Pyong".

Entenda:

A conduta de Pyong durante a festa Guerra e Paz deu o que falar na internet. Em um momento, o coreano passou a mão no bumbum de Flayslane, que parece que nem percebeu o ato, que aconteceu quando a dupla estava dançando. Assim que Pyong passa a mão no corpo dela, que sai de perto dele, que fica dançando sozinho.

O outro momento polêmico, foi quando Pyong chegou por trás de Marcela e deu um abraço nela, que avisou: "Pyong, para!". Em seguida, o brother deu vários beijos no rosto da sister, que avisou: "Não".

Pyong não é o primeiro participante do BBB20 sendo investigado pela Polícia. O ginasta encostou a partes íntimas dele na cabeça de Flayslane, apertou os seios de Bianca, e deu um abraço nela, esfregando o quadril no corpo da blogueira. Tanto Petrix como Pyong tiveram suas expulsões pedidas por muitos telespectadores.

Na última sexta-feira, 7, Petrix compareceu à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, onde deu seu depoimento. A assessoria do atleta disse: "Em depoimento, o atleta esclareceu que nunca teve a intenção de importunar, constranger e, tampouco, magoar ninguém".

- Siga o Portal Atualizei no FacebookTwitter ou no Youtube.

QUAL A SUA REAÇÃO?

Facebook Conversations